Digite seu nome e número de telefone para que possamos entrar em contato com você.

Preencha os dados do formulário abaixo para entrar em contato via e-mail com a Sete Estrelas

Preencha os campos abaixo para fazer seu login e ter acesso aos conteúdos restritos do site.

Lembrar senha.

PRODUÇÃO INTEGRADA – A inteligência a serviço da maior rentabilidadeterça, 05 de outubro de 2010PRODUÇÃO INTEGRADA – A inteligência a serviço da maior rentabilidade O agronegócio é "a soma total das operações de produção e distribuição de suprimentos agrícolas; as operações de produção nas unidades agrícolas; e o armazenamento, processamento e distribuição dos produtos agrícolas e itens produzidos com eles".(Davis &Goldberg, 1957). O agronegócio brasileiro sofreu profundas transformações nas últimas décadas, período no qual o setor primário deixou de ser um mero provedor de alimentos in-natura e consumidor de seus próprios produtos, para ser uma atividade, integrada aos setores industriais e de serviços. (Contini e Nunes, 2000; SAPI;MAPA, 2004). A importância do agronegócio na geração de renda e emprego para a economia e o desenvolvimento nacional constitui uma percepção crescente na sociedade brasileira. Por meio de suas cadeias produtivas, o país está, cada vez mais, inserindo-se no mundo globalizado e competitivo. A recente e rápida expansão da produção agroindustrial abre a possibilidade para o Brasil posicionar-se como o maior exportador mundial de alimentos, fibras e energia renovável. Isso coloca o poder público e a iniciativa privada frente a vários novos desafios. (ABAG, 2004). Hoje, o grande desafio é consolidar estas vantagens competitivas, o que deve ser feito a partir do cenário atual demarcado pelos diagnósticos disponíveis e pelas tendências já identificadas, o que inclui estratégias de gestão e, sobretudo, capacidade de coordenação dos processos desde a produção até o consumo interno e acesso aos mercados globais, passando pela industrialização, logística de distribuição, varejo, exportação e pela utilização da informação como base da inteligência competitiva (Pineda, 2004). A tendência mais marcante do consumo de alimentos tanto nos exigentes mercados internacionais quanto no mercado interno, além de preço, é a preocupação com a saúde e as conseqüências ambientais e sociais provenientes de atividades, produtos e serviços utilizados na produção. Hoje, são considerados componentes essenciais da qualidade dos alimentos, a qualidade intrínseca (química, física, organoléptica), qualidade ecológica de produção e processamento, qualidade ética da produção, processamento e conduta das pessoas envolvidas e a qualidade sócio-econômica da produção, processamento e condições de trabalho das pessoas envolvidas. Nesse sentido, todas as ações que contribuam para incrementar a qualidade e reduzir os custos de produção são fortes aliadas dos produtores nacionais. Ao Brasil interessa fazer uso dos princípios dos sistemas de exploração agrícola já adotado por países onde se encontram os mercados mais exigentes, tais como os da União Européia. Esses já utilizam as técnicas de Produção Integrada, uma novidade tecnológica nos sistema produtivo brasileiros, e que merece a partir de agora toda a atenção dos diversos setores envolvidos.

VOLTAR
Início - Notícias - Produtos - Programas - Touros - Doadoras - Eventos - Fale Conosco
Sete Estrelas Embriões 2018 - Todos os direitos reservados dothCom Consultoria Digital